Copa do Brasil: Vasco vence Fortaleza nos pênaltis e vai às oitavas

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Vasco bate Fortaleza nos pênaltis após jogo eletrizante e vai às oitavas da Copa do Brasil

Vegetti marcou duas vezes no tempo normal e converteu seu pênalti na disputa
Vegetti marcou duas vezes no tempo normal e converteu seu pênalti na disputaLeandro Amorim/Vasco da Gama
O Vasco venceu o Fortaleza nos pênaltis nesta terça-feira (21), após 3 a 3 no tempo normal, em São Januário, e avançou às oitavas de final da Copa do Brasil. O Cruz-Maltino ficou duas vezes atrás no placar, buscou a virada no segundo tempo e levou o empate no fim. Nas penalidades, Léo Jardim defendeu a última cobrança e sacramentou a vaga.

Um sorteio definirá os confrontos das oitavas de final. A próxima fase só deve ocorrer após a Copa América, a partir de 30 de julho. A classificação garantiu R$ 3,465 milhões para os cofres do Vasco.

Confira a tabela completa da Copa do Brasil

O Cruz-Maltino só volta a campo daqui a 12 dias, contra o Flamengo, no Maracanã, na rodada de retorno do Brasileirão. A equipe já deve ser comandada pelo técnico Álvaro Pacheco, que foi anunciado nesta terça e acompanhou o duelo em São Januário.

O Fortaleza tem a semifinal da Copa do Nordeste no próximo domingo (26), às 18h, contra o Sport. O duelo em jogo único será na Arena Pernambuco. O Laion vive um jejum de sete partidas sem vitória, com seis empates.

Filme repetido

O Vasco reviveu o drama da 2ª fase da Copa do Brasil, contra o Água Santa — novamente com final feliz. Após uma montanha-russa de emoções e 3 a 3 no tempo normal, o Cruz-Maltino superou o Fortaleza nos pênaltis, por 5 a 4.

Os goleiros sequer haviam acertado o canto nas nove primeiras cobranças. Na última, Léo Jardim defendeu o chute do jovem Kervin Andrade, de 19 anos, e colocou o Vasco nas oitavas. O arqueiro se redimiu de uma falha no gol que abriu o placar no tempo normal, de Marinho.

Vegetti mantém Vasco no jogo

O duelo em São Januário teve duas constantes: falhas defensivas e gols de Vegetti. Logo aos oito minutos, após passe errado de Maicon, Marinho contou com grande colaboração de Léo Jardim e abriu o placar. Na sequência, porém, o atacante do Fortaleza cometeu pênalti por ajeitar a bola com o braço.

Vegetti buscou o empate para o Vasco duas vezes
Vegetti buscou o empate para o Vasco duas vezesLeandro Amorim/Vasco da Gama

Depois de checagem no VAR, Vegetti converteu a cobrança e empatou. O Laion assumiu o controle do jogo após o empate e quase fez o segundo antes do intervalo, em cabeçada de Lucero na trave.

Veja todos os detalhes de Vasco 3 (5) x (4) 3 Fortaleza

O 9 do Laion se redimiu na volta para o segundo tempo e recolocou seu time à frente. Ele fez o que quis com Maicon (muito vaiado) e recebeu de volta na área para marcar. Vegetti, porém, resgatou o Vasco mais uma vez. Em rápido contra-ataque, aos 20, Puma Rodríguez cruzou na cabeça do argentino, que não perdoou.

As principais estatísticas da partida (vitória nos pênaltis acrescenta um gol)
As principais estatísticas da partida (vitória nos pênaltis acrescenta um gol)Flashscore

Reta final emocionante

O segundo empate do Vasco saiu quando a torcida já intensificava os protestos em São Januário. No embalo da reação, aos 31, Lucas Piton recebeu ótimo passe de Payet na área e virou o jogo, com falha de João Ricardo. Antes da assistência, o francês havia mostrado sua classe no gol de Vegetti.

Vasco virou o jogo no segundo tempo, mas levou empate
Vasco virou o jogo no segundo tempo, mas levou empateMatheus Lima/Vasco da Gama

A vantagem no placar, porém, não escondeu as deficiências cruz-maltinas, e o jogo seguiu caótico. Aos 44, Hércules teve muita liberdade na intermediária e chutou no cantinho de Léo Jardim para decretar o 3 a 3.