NBA All Star: Curry vence duelo histórico; Lillard conquista desafio dos 3 pontos

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
NBA All Star: Curry vence duelo histórico; Lillard conquista desafio dos 3 pontos
Curry venceu Ionescu em um duelo de 3 pontos
Curry venceu Ionescu em um duelo de 3 pontos
AFP
Stephen Curry venceu a jogadora da WNBA Sabrina Ionescu neste sábado (17) em um duelo incomum no NBA All-Star Game, onde Damian Lillard e Mac McClung conquistaram o bicampeonato nas disputas de três pontos e enterradas.

Curry, superastro do Golden State Warriors, estrelou ao lado de Ionescu, do New York Liberty, o primeiro confronto de três pontos entre figuras das ligas norte-americanas de basquete masculino (NBA) e feminino (WNBA). O desafio foi a principal novidade do segundo dia do fim de semana do NBA All-Star Game, realizado no Lucas Oil Stadium, em Indianápolis (Indiana).

Ionescu, que venceu uma disputa recorde na WNBA no ano passado, foi a primeira a competir arremessando da linha de três pontos da NBA, a uma distância maior do que sua liga, mas com bolas menores.

A armadora alcançou a pontuação de 26 pontos, mesmo número que havia levado Damian Lillard a vencer a tradicional disputa de três pontos. Curry, o melhor arremessador da história da NBA, começou sua apresentação com alguns erros, mas melhorou nos momentos finais até terminar com 29 pontos.

Após a batalha, Ionescu e Curry se abraçaram e manifestaram o desejo de que eventos deste tipo continuem a se repetir entre as duas ligas.

“Uma noite como esta mostra que se você sabe arremessar, você sabe arremessar. Não importa se você é homem ou mulher”, enfatizou Ionescu sob aplausos do público. “Foi incrível ser a primeira a participar deste tipo de evento e fazer um grande show, mas entendo o que isso significa”.

"Dame Time"

Em uma das disputas de mais alto nível dos últimos anos, Damian Lillard (Bucks) foi coroado pelo segundo ano consecutivo como o rei dos três pontos do All-Star, derrotando o pivô dominicano-americano Karl-Anthony Towns (Timberwolves) na final e o armador Trae Young (Hawks).

Damian Lillard deu um show da linha dos 3 pontos
AFP

Lillard, que ganhou o uniforme dos Blazers no ano passado, é o primeiro jogador a mudar de franquia na defesa de título desde que Jason Kapono o fez entre 2007 e 2008.

Bicampeão também nas enterradas

Matthew "Mac" McClung, armador do Osceola Magic da afiliada da G-League, tornou-se o quinto jogador a repetir a vitória no desafio de enterradas, depois de Michael Jordan, Jason Richardson, Nate Robinson e Zach LaVine, o último a fazê-lo entre 2015 e 2016.

McClung, de 1,88 m de altura, derrotou Jaylen Brown (Celtics) na final com duas enterradas nas quais mostrou sua habilidade incrivel para saltar.

Matthew McClung se tornou bicampeão do torneio de enterradas
AFP

Repetir a vitória "é muito bom, estou honrado. Acho que poderia ter feito um desempenho melhor, mas agradeço o apoio do público", disse McLung.

Órfã dos melhores em enterradas da NBA, esta competição ainda não recuperou o brilho que teve nas últimas décadas e ouviram-se vaias nas bancadas após algumas enterradas.

O novato Jaime Jáquez Jr. (Heat), o segundo jogador de ascendência mexicana a competir, e Obi Toppin (Pacers) foram eliminados na primeira rodada. Jáquez Jr., nascido em Irvine (Califórnia), prestou homenagem ao país de seus pais em uma de suas ações. O jogador saltou 360 graus para acertar o aro enquanto a quadra era iluminada com as cores da bandeira mexicana.

O fim de semana de festividades da NBA terminará no domingo com o 73º All-Star Game.