Cazaquistão sediará corrida da MotoGP a partir de 2023

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Cazaquistão sediará corrida da MotoGP a partir de 2023

Cazaquistão sediará corrida da MotoGP a partir de 2023
Cazaquistão sediará corrida da MotoGP a partir de 2023Pierre Philippe Marcou/AFP
O Cazaquistão sediará uma corrida da MotoGP em 2023, anunciaram os promotores Dorna nesta terça-feira (27). A etapa marcará a primeira vez que o campeonato mundial de motovelocidade chegará a Ásia central.

“2023 marca o início de um novo contrato de cinco anos que vê a MotoGP aterrissar em uma nova região do mundo”, disse a Dorna em comunicado.

O evento, cuja data ainda não foi comunicada, será no circuito de Sokol, descrito como "um novo complexo de automobilismo construído no coração da Ásia Central", localizado fora de Almaty, a maior cidade do país.

O Cazaquistão se torna o 30º país a sediar um Grande Prêmio desde 1949.

Registrando uma queda no público em alguns Grandes Prêmios da Europa, a Dorna, promotora da MotoGP, procura se recuperar expandindo o número de países que irão sediar corridas.

A Dorna anunciou na semana passada que está trabalhando com as autoridades indianas com o objetivo de criar um Grande Prêmio na Índia "em um futuro próximo".

No início deste mês, a Dorna assinou um memorando de entendimento com a Arábia Saudita para em breve sediar uma das etapas do campeonato mundial de MotoGP, sem especificar uma data ou circuito.

Por enquanto, o calendário oficial de MotoGP para a próxima temporada ainda não foi publicado, mas pode contar com 21 corridas, como estava planejado em 2022 antes do cancelamento do GP da Finlândia.

No próximo ano, cada evento contará com duas corridas, uma sprint no sábado e o Grande Prêmio no domingo.

A próxima corrida desta temporada será o Grande Prêmio da Tailândia em Buriram no próximo fim de semana.