Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Messi indica possibilidade de adeus à seleção argentina: "São as últimas batalhas"

Messi marcou seu primeiro gol na Copa América deste ano em vitória sobre o Canadá
Messi marcou seu primeiro gol na Copa América deste ano em vitória sobre o CanadáAFP
Messi marcou pela primeira vez na Copa América 2024, chegando ao seu 14º tento no torneio continental em toda história e sendo decisivo para colocar a Argentina em mais uma final de campeonato.

Após a vitória sobre o Canadá por 2 a 0 nesta terça-feira (9), no MetLife Stadium, em Nova Jersey, o camisa 10 deixou uma mensagem à torcida argentina que pode indicar o seu futuro com a camisa da Albiceleste

Confira a tabela completa da Copa América no Flashscore 

Nas palavras de Messi, é preciso desfrutar o momento, já que essas são as últimas batalhas que alguns de seus companheiros de longa data, mais precisamente Otamendí e Di María, estão fazendo pela seleção argentina. Uma lista que ele próprio se incluiu. Seria, portanto, a última competição de Messi pela Argentina? 

"Vamos aproveitar tudo o que estamos vivendo, o que vem acontecendo conosco como seleção nacional, como união, como grupo. Repito: não é fácil para nós estarmos em mais uma final, para voltarmos a competir para sermos campeões, o que estamos fazendo é muito difícil", declarou Messi, eleito o craque da partida.

"Temos que aproveitar isso, não é fácil fazer isso e fizemos de novo. Estou vendo como a última vez, a última Copa do Mundo. Tendo consciência, como acontece com Otamendí, com Fideo (Di María), para mim, que essas são as últimas batalhas e vamos aproveitar ao máximo", acrescentou o camisa 10. 

Veja detalhes de Argentina 2 x 0 Canadá

Messi ainda voltou a citar nonimalmente ele, Otamendí e Di María, os dois últimos já haviam anunciado anteriormente que a Copa América deste ano seria a última competição que disputariam pela seleção argentina. 

"É uma loucura o que este grupo fez, o que tem feito na seleção nacional, depois disso dá-se muita importância às finais que tive de disputar, nós que sobramos do grupo antigo. A mim, a Fide (Di María) e a Ota (Otamendí). Está sendo uma Copa equilibrada, dura, campos muito ruins, temperaturas fortes, muito difícil de jogar, times muito duros. Estar em mais uma final é algo a destacar", encerrou Messi. 

Depois da Copa do Catar, Messi já havia dito que àquele havia sido seu último Mundial. No entanto, com a presença do astro nos Estados Unidos, cresceu a expectativa por uma possível presença de Messi na disputa. A declaração desta terça-feira (9), todavia, coloca um ponto de interrogação no futuro do astro. A final do próximo domingo (14) seria sua última com a seleção? Só ele será capaz de responder.