Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Entenda por que Turquia vai jogar em casa na Euro 2024, na Alemanha

Torcida da Turquia vai fazer barulho na Eurocopa
Torcida da Turquia vai fazer barulho na EurocopaProfimedia
Com exceção da Alemanha, país anfitrião da Eurocopa 2024, a seleção da Turquia é a que mais vai se sentir em casa no torneio que se inicia nesta sexta-feira (14).

Há cerca de 1,5 milhão de turcos-alemães vivendo no país, mais do que qualquer outra nacionalidade da Eurocopa.

Devido à guerra com a Rússia, a Ucrânia vem na segunda posição dos estrangeiros na Alemanha no momento. Romênia, Polônia, Itália, Croácia e Grécia também aparecem no top 10.

Torcida do Galatasaray celebrando o título nacional deste ano em Berlim
Torcida do Galatasaray celebrando o título nacional deste ano em BerlimAFP

De acordo com o Escritório de Estatísticas da União Europeia, pelo menos 1,9 milhão de cidadãos turcos vivem na Europa, sendo que 68% deste contingente está na Alemanha.

Além desta multidão, os turcos nascidos em território alemão devem torcer para a seleção de sua família e não pelo país onde nasceram.

Grupo da Turquia na Euro
Grupo da Turquia na EuroFlashscore

Duas nacionalidades, um time

"Eu nasci em Berlim, mas posso assegurar que vou torcer para a Turquia, assim como 99% dos demais descendentes", disse Kemal T., turco-alemão da terceira geração, ao Flashscore.

Como muitos moradores do bairro de Neukölln na capital alemã, Deniz G., outro descendente de pai e mãe, se considera turco. "Você precisava escolher um passaporte, inclusive, não podia ser alemão e turco ao mesmo tempo", explicou. 

"Os alemães não tratavam a gente como alemães, como que vou me sentir alemão?", indagou Kemal. "Na quarta geração ainda vão te perguntar 'de onde vem seu nome, de onde vem seus pais'. Eles inventaram o termo 'turco-alemão' justamente para mostrar que não somos daqui". 

De família turca, Gündogan é um dos poucos descendentes que vão torcer para Alemanha
De família turca, Gündogan é um dos poucos descendentes que vão torcer para AlemanhaAFP

"Antes era pior, os descendentes sempre torciam para qualquer time que enfrentasse a Alemanha", acrescentou, às gargalhadas. "Antes era radical, mas nos últimos cinco anos melhorou. A gente estava sempre com o adversário, agora existe um pouco mais um orgulho do país", contou o torcedor.

"A integração foi mais complicada porque existe uma diferença cultural muito grande", ponderou. "Mas quanto mais longe da primeira geração de imigrantes, mais as pessoas vão torcer para a Mannschaft". 

A influência turca se vê até na seleção alemã, com jogadores como Emre Can, Mesut Özil e İlkay Gündogan, por exemplo.

Filho de turcos, Emre Can foi chamado para a Mannschaft
Filho de turcos, Emre Can foi chamado para a MannschaftProfimedia

Imigração pós-Guerra

A enorme concentração de turcos na terra da Euro 2024 se deve à recuperação econômica pós-Segunda Guerra Mundial.

A maioria das pessoas de ascendência turca tem sua ascendência ligada ao programa de Gastarbeiter ("Trabalhador Convidado") das décadas de 1960 e 1970. 

Em 1961, em meio a um boom econômico que resultou em uma escassez significativa de mão de obra, a Alemanha assinou um acordo bilateral com a Turquia para permitir que as empresas alemãs recrutassem trabalhadores turcos.

O acordo vigorou por 12 anos, durante os quais cerca de 650 mil trabalhadores cruzaram a fronteira, muitos com a família toda.

Evolução da população turca na Alemanha
Evolução da população turca na AlemanhaEscritório Federal de Estatísticas, 2020

Confira abaixo os top 10 países com mais emigrantes na Alemanha, segundo dados de 2023 da Statista, instituto alemão de pesquisa:

1) Turquia: 1.548.095

2) Ucrânia: 1.239.705

3) Síria: 972.460

4) Romênia: 909.795

5) Polônia: 887.715

6) Itália: 644.035

7) Bulgária: 436.860

8) Croácia: 434.045

9) Afeganistão: 419.410

10) Grécia: 359.045

A Turquia estreia na Euro contra a Geórgia, no dia 18 de junho.

Siga a Euro 2024 em tempo real