Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Vini Jr, craque do Real Madrid na final da Champions: amado, odiado e voraz

Real Madrid espera que Vinicius Jr. faça a diferença na final contra o Dortmund
Real Madrid espera que Vinicius Jr. faça a diferença na final contra o DortmundProfimedia
O Real Madrid vai contar com Vinicius Junior contra o Dortmund, na final da Champions, tal como fez na final de 2022. Os torcedores do Real Madrid adoram o brasileiro, outros preferem insultá-lo para impedir que ele adicione novos números na sua lista de gols e assistências. Vini tem tudo para ser a grande referência do Real na decisão deste sábado (1°), às 16h (horário de Brasília), em Wembley.

A vida entre o amor e o ódio por vezes enlouquece Vinicius Junior.

"Tenho apenas 23 anos e, por vezes, nem sei como lido com tudo isto", diz a estrela do Real Madrid, que costuma ser chamado de "macaco" por centenas de torcedores furiosos. Em outras oportunidades, Vini é reconhecido como o "melhor jogador do mundo". "É um mundo louco", diz o brasileiro.

Real Madrid e Dortmund vão medir forças no lendário Wembley
Flashscore

E continua a ser louco. Vinicius será a arma mais perigosa do Real quando os merengues enfrentarem o Borussia Dortmund neste sábado. Foi o seu gol que fez a diferença na final de 2022 contra o Liverpool.

Siga a final da Champions pelo Flashscore

"Foi ótimo. Mas a minha fome não está satisfeita, quero muito mais", diz o voraz atacante brasileiro, confiante.

Os torcedores do Real adoram o seu "Vini" por estas declarações, enquanto outros interpretam os seus comentários e o seu estilo de jogo como arrogância.

"Claro que não sou um santo. Às vezes falo demais, às vezes driblo de uma forma desnecessária", disse recentemente, em tom de autocrítica.

Insultos racistas marcam o jogador

Não há dúvida: Vinicius é uma figura polarizadora - e é alvo da hostilidade de um número alarmante de não-madridistas. Não há limites. Ainda há poucas semanas, centenas de torcedores do Valencia chamaram-lhe "mono" em cânticos.

"Não foi a primeira, nem a segunda, nem a terceira vez", disse depois sobre o racismo aberto.

Vinicius é tido como um jogador extraordinário, que tem boas chances de ser eleito o melhor do mundo neste ano. O seu companheiro de equipe, Jude Bellingham, até votaria nele em vez de si próprio.

"Para mim, ele é o melhor jogador do mundo. É difícil se defender contra ele. Ele cria magia do nada", disse o ex-jogador do Dortmund. 

Há seis anos, Vinicius chegou ao Real Madrid, vindo do Flamengo por 45 milhões de euros, depois de apenas 12 meses na equipe brasileira. Desde então, vem retribuindo à altura. Só nesta temporada, marcou cinco gols na Liga dos Campeões, dois deles contra o Bayern e um contra o RB Leipzig, além de ter dado cinco assistências.

Para isso, conta com a ajuda do seu grande compatriota Ronaldo. O campeão do mundo de 2002 costuma lhe telefonar "vez e outra para dar dicas", disse recentemente em entrevista à UEFA.

"Ele me disse que o seu comportamento frente a frente com o goleiro era a sua maior força. Desde então, tenho pensado muito nisso", acrescentou Vinícius.