Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Gigantes na seca: os jejuns atuais que marcam o esporte mundial

O Brasil não vence a Copa do Mundo desde 2002
O Brasil não vence a Copa do Mundo desde 2002Profimedia
Grandes jejuns são normais no esporte e caem a todo momento, mas, quando envolvem um gigante, fazem cada competição pesar uma tonelada a mais. Atualmente, a seca incomoda várias equipes e seleções ao redor do mundo.

O Flashscore separou uma lista com algumas delas e contará um pouco das razões de tamanho desconforto. Confira abaixo.

Brasil na Copa do Mundo

Pentacampeão e dono do maior número de títulos mundiais, o Brasil chegará na Copa do Mundo de 2026 igualando o seu maior jejum desde que venceu pela primeira vez, em 1958. O período igualará os 24 anos de seca vividos entre 1970 e 1994.

O Brasil segue como maior campeão da Copa do Mundo
O Brasil segue como maior campeão da Copa do MundoDivulgação/FIFA

Um fator agravante da seca brasileira é que todos os grandes rivais diretos conquistaram a Copa do Mundo desde 2002, ano do penta. A Itália venceu em 2006, a Alemanha em 2014, a França em 2018 e a Argentina em 2022. Além disso, há a ameaça de ser igualado em conquistas pelos italianos e alemães, tetracampeões.

Ferrari na Fórmula 1

Poucas marcas são tão icônicas no esporte mundial quanto o cavallino rampante e os carros vermelhos da Ferrari. Esse símbolo da velocidade, porém, não tem conseguido viver dias de glória na Fórmula 1, principal categoria do automobilismo mundial.

A Ferrari não vence o mundial de pilotos desde 2007
A Ferrari não vence o mundial de pilotos desde 2007AFP

Maior vencedora da categoria, a equipe italiana não é campeã de construtores desde 2008 e, de pilotos, desde 2007. O finlandês Kimi Raikkonen foi o último a se sagrar campeão vestindo o macacão vermelho da Scuderia. A seca de 16 anos já é a segunda maior da história da Ferrari, só perdendo para os 21 anos entre 1979 e 2000.

Dallas Cowboys na NFL

Equipe de maior torcida do esporte mais popular dos Estados Unidos, o Dallas Cowboys já amarga quase três décadas sem o título do Super Bowl. O período é ainda mais cruel para os fãs por vir com diversas derrotas amargas nos playoffs.

O Dallas Cowboys viveu mais uma decepção em 2023
O Dallas Cowboys viveu mais uma decepção em 2023AFP

A franquia do Texas viveu períodos muito vitoriosos nas décadas de 70 e 90, quando venceu dois e três Super Bowls, respectivamente. No entanto, desde o último título, em 1995, os Cowboys sequer chegaram em finais de conferência.

New York Yankees na MLB

O logo dos Yankees provavelmente é mais conhecido no mundo do que o própria marca da Major League Baseball (MLB). É deste nível de grandeza que estamos tratando. Disparado o time com mais conquistas no beisebol norte-americano, o time de Nova York pode chegar a 15 anos sem título, uma eternidade para a equipe do Bronx.

A pressão é imensa por um títulos dos Yankees na MLB
A pressão é imensa por um títulos dos Yankees na MLBAFP

Os Yankees possuem 27 títulos de World Series, 16 a mais que o segundo na lista, St. Louis Cardinals. Mas assim como a Seleção Brasileira de Futebol, as conquistas recentes dos rivais incomodam. Los Angeles Dodgers e San Francisco Giants venceram três desde 2009; o Boston Red Sox, duas.

Franceses em Roland Garros e no Tour de France

A França organiza dois dos eventos mais importantes do calendário esportivo mundial, mas não consegue festejar em ambos, no masculino, desde a década de 1980.

Começando pelo tênis, um francês não vence a chave masculina de Roland Garros desde 1983, quando Yannick Noah levantou a Taça dos Mosqueteiros. Desde então, apenas um atleta do país chegou à decisão: Henri Leconte em 1988.

Yannick Noah quando venceu Roland Garros em 1983
Yannick Noah quando venceu Roland Garros em 1983Profimedia

Na maior volta ciclística do mundo, o jejum é parecido. Bernard Hinault, em 1985, foi o último ciclista local a vestir a camisa amarela na Champs-Élysées. Nação mais vencedora do Tour de France, a França vive crise permanente no ciclismo desde os anos 90, e parece distante de quebrar a escrita.

Bernard Hinault, o último francês a vencer o Tour de France
Bernard Hinault, o último francês a vencer o Tour de FranceAFP

Canadenses na NHL

Liga de hóquei no gelo mais importante do mundo, a National Hockey League (NHL) possui 25 times dos Estados Unidos e 7 do Canadá. Apesar de serem minoria, os canadenses têm os dois maiores vencedores: Montréal Canadiens e Toronto Maple LeafsMas a última conquista foi em 1993, 31 anos atrás.

Toronto Maple Leafs e Montréal Canadiens fazem o grande clássico canadense
Toronto Maple Leafs e Montréal Canadiens fazem o grande clássico canadenseAFP

Mesmo sendo o país do hóquei no gelo, o Canadá não consegue mais fazer seus times triunfarem na NHL. Desde a última Stanley Cup conquistada, foram seis vices de times canadenses: Vancouver Canucks (2), Calgary Flames, Ottawa Senators, Edmonton Oilers e Montréal Canadiens.