Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Especulado na Mercedes, Verstappen diz que cumprirá contrato com a Red Bull

Verstappen tentou dar fim as especulações sobre uma possível saída da Red Bull
Verstappen tentou dar fim as especulações sobre uma possível saída da Red BullAFP
O tricampeão mundial Max Verstappen disse nesta quinta-feira (21) que pretende cumprir seu contrato com a Red Bull, insistindo que estava feliz apesar de semanas de turbulência fora da pista.

O holandês tem contrato até 2028, mas sugeriu na última corrida na Arábia Saudita que consideraria sair se a Red Bull demitisse Helmut Marko em uma luta pelo poder que ameaça envolver a equipe. Isso ocorreu após seu pai, Jos, afirmar no início deste mês que a Red Bull poderia ser “despedaçada” se o chefe da equipe, Christian Horner, permanecesse em sua posição.

Horner foi acusado de conduta inadequada envolvendo uma funcionária, mas foi posteriormente inocentado de qualquer irregularidade antes da abertura da temporada no Bahrein.

Questionado no Grande Prêmio da Austrália em Melbourne se honraria seu contrato, Verstappen respondeu: “Claro, foi por isso que assinei o contrato em primeiro lugar. Com certeza, com o acordo fechado, essa é a minha intenção, estar aqui até o fim".

“Seria uma ótima história para mim ver isso até o fim, porque significaria que fiz parte de uma família e de uma equipe. Sempre me senti confortável (na Red Bull) porque para mim é como uma segunda família, é bom”, garantiu.

Sua ameaça velada de deixar a Red Bull despertou o interesse do chefe da Mercedes, Toto Wolff, que precisa de um substituto na próxima temporada, quando Lewis Hamilton partir para a Ferrari.

Verstappen dominou os dois primeiros Grandes Prêmios da temporada no Bahrein e na Arábia Saudita, com uma sequência de nove vitórias consecutivas. Se ele cruzar a linha de chegada em primeiro lugar na Austrália, igualará seu próprio recorde de vitórias em 10 corridas consecutivas.