Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Finais da NBA: Veja cinco motivos para não perder a série entre Celtics x Mavericks

Jayson Tatum e Luka Doncic, os rostos das finais da NBA nesta temporada
Jayson Tatum e Luka Doncic, os rostos das finais da NBA nesta temporadaAFP
Começa nesta quinta-feira (6) a grande decisão da NBA entre Boston Celtics e Dallas Mavericks. O primeiro jogo da série, que pode chegar a sete partidas, será disputado no TD Garden, a partir das 21h30 (de Brasília), com transmissão da ESPN, Star+ e da TV Band.

O Flashscore separou cinco motivos que mostram como esta decisão é especial e merece toda atenção do fã de esporte. 

Confira abaixo:

Em busca do 18º título 

Boston, de lendas como Larry Bird, possui uma rica história de conquistas na NBA
Boston, de lendas como Larry Bird, possui uma rica história de conquistas na NBAAFP

O Boston Celtics é, ao lado do Los Angeles Lakers, a franquia mais vitoriosa da história da NBA. Os dois times dividem o posto com 17 títulos. Mas a última conquista dos Celtics aconteceu em 2008, justamente em cima de Los Angeles.

De 1959 a 1966, os Celtics empilharam oito títulos consecutivos. Mas a equipe também viveu uma grande seca desde a conquista de 1986, a última da era Larry Bird, até o retorno ao lugar mais alto do pódio em 2008. 

Acompanhe Boston Celtics x Dallas Mavericks ao vivo no Flashscore

Os Celtics vêm batendo "no aro" nos últimos anos, com eliminações dolorosas e a derrota para o Golden State Warriors nas finais de 2022. O objetivo é escrever um novo capítulo nesta história, colocando a franquia como a mais vencedora da liga de forma isolada. 

Jayson Tatum x Luka Doncic

Jayson Tatum é o cara dos Celtics nesta final e luta pelo título de MVP
Jayson Tatum é o cara dos Celtics nesta final e luta pelo título de MVPAFP

A final colocará frente a frente dois dos mais talentosos jogadores da liga na atualidade. Jayson Tatum é, sem dúvida, uma das principais estrelas do basquete norte-americano nos últimos anos. O ala, selecionado pelos Celtics como a terceira escolha geral do draft de 2017, rapidamente consolidou-se na NBA. 

Em 2018, ele já integrou o time de calouros da temporada. A ascensão continuou, com Tatum sendo escolhido cinco vezes para o jogo das estrelas da NBA. No ano passado, ele foi o MVP da partida festiva. Tatum ainda integrou por quatro vezes o time de melhores atletas da NBA. 

Luka Doncic pode levar os Mavericks ao bicampeonato da NBA
Luka Doncic pode levar os Mavericks ao bicampeonato da NBAAFP

Seu rival pelo título da liga nesta temporada é ninguém menos que Luka Doncic, dono de números expressivos desde sua chegada à NBA. Só nesta temporada, o jogador dos Mavericks tem média de 33.9 pontos, 9.2 rebotes e 9.8 assistências por partida. 

O esloveno já era tratado como um grande prospecto desde sua época de basquetebol europeu, onde defendeu as cores do Real Madrid. Na Espanha, Doncic também fez história, com o tricampeonato da Liga ACB, além da Euroliga na temporada 2017/18. 

Luka Doncic em sua época de Real Madrid
Luka Doncic em sua época de Real MadridAFP

Agora, no maior palco do basquete mundial, Doncic quer chegar ao topo de sua carreira, faturando seu primeiro título de NBA e dando a Dallas o bicampeonato da liga. Na única vez que foi campeã, a franquia texana contou com outro europeu como estrela: o alemão Dirk Nowitzki

Kyrie Irving x Boston Celtics 

Passagem de Kyrie Irving pelos Celtics não foi das melhores
Passagem de Kyrie Irving pelos Celtics não foi das melhoresAFP

Após uma passagem turbulenta pelo Brooklyn Nets, Kyrie Irving reencontrou sua melhor forma nos Mavericks e é um dos grandes trunfos do time texano na luta pelo título. Mas o armador também tem um passado em Boston, onde não é uma figura muito querida entre os fãs dos Celtics. 

Campeão com o Cleveland Cavaliers em 2016, o armador chegou aos Celtics em 2017 com status de franchise player. Seria ele o nome que levaria o clube de volta à glória. Porém, após duas temporadas decepcionantes e uma promessa não cumprida de renovação de contrato, deixou Boston pela porta dos fundos em direção aos Nets. 

Kyrie Irving em partida contra o Boston Celtics durante a temporada regular
Kyrie Irving em partida contra o Boston Celtics durante a temporada regularAFP

Nesse período tempestuoso em Boston, o jogador perdeu sua avó e reconheceu recentemente que não foi o atleta que todos esperavam. Mas isso não abrandou a fúria da torcida dos Celtics, que promete hostilizá-lo durante as finais no TD Garden. 

O personagem Jaylen Brown 

Jaylen Brown durante as finais do Leste contra os Pacers
Jaylen Brown durante as finais do Leste contra os PacersAFP

Jaylen Brown não recebe muitas vezes o crédito que merece. Mas, sem ele, os Celtics não teriam chegado tão longe nesta temporada. Pode discutir-se muitos aspectos de seu jogo, mas o crescimento apresentado também é notório. 

Nos playoffs, ele subiu dois pontos de média e vem acertando 36.8% do perímetro. Por vezes, a perseguição a Jaylen Brown acontece em função de suas declarações e também pelo salário astronômico, que ainda não possui, diga-se de passagem. 

Mas com a possibilidade de marcar até quatro posições e com a mão calibrada, ele é um dos jogadores com maior poder de definição nestas finais. 

Dallas mais preparado

Dalas, de Luka Doncic, teve um caminho mais difícil nos Playoffs
Dalas, de Luka Doncic, teve um caminho mais difícil nos PlayoffsAFP

Você só pode jogar contra o time que está à sua frente, mas não há dúvida de que o Celtics teve um caminho muito mais fácil para as finais da NBA do que o Dallas.

Cada adversário que o Mavericks enfrentou durante sua campanha até as finais venceu pelo menos 51 jogos e finalizou a temporada regular com três dos quatro primeiros lugares na Conferência Oeste.

Enquanto isso, o Celtics enfrentou o 8º, 4º e 6º colocados na Conferência Leste, todos com lesões significativas. Boston lutou muito para conquistar essas vitórias, mas pode não ter tanta sorte contra um Dallas saudável e com grandes jogadores na rotação.