Brasileiro Filipe Toledo é campeão mundial de surfe pela 2ª vez

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Brasileiro Filipe Toledo é campeão mundial de surfe pela 2ª vez
Na série melhor de três, Filipe superou o adversário nas duas primeiras
Na série melhor de três, Filipe superou o adversário nas duas primeiras
AFP
O brasileiro Filipe Toledo conquistou, neste sábado (9), seu segundo título mundial de surfe. Ele já havia conquistado o troféu na última temporada.

A conquista da World Surf League (WSL) veio na cidade norte-americana de San Clemente, após triunfo sobre Ethan Ewing, terceiro colocado da temporada, no Finals 2023.

A disputa final contou com os cinco melhores surfistas da temporada. Além de Filipe, o Brasil esteve representado por João Chianca, o Chumbinho. Os dois estão classificados para a Olimpíada de Paris, em 2024. 

"Estou muito feliz. Quero agradecer minha família e meu time, sem vocês eu não conseguiria. Foi muito difícil chegar até aqui e estar confiante. Tive muitos pensamentos ruins e de insegurança. Papai do céu me honrou", comemorou após a definição do resultado. 

Filipe levou a melhor sobre adversário nas duas primeiras baterias da final
AFP

Na série melhor de três, Filipe superou o adversário nas duas primeiras, com a de abertura sendo bastante disputada. Os aéreos do brasileiro fizeram a diferença para ele sair na frente. 

Os dois finalistas tiveram que superar a falta de ondas na segunda bateria, com o cenário favorecendo o brasileiro, que estava na frente do placar.

No feminino, o título ficou com Caroline Marks. Ela conquistou o título inédito da World Surf League ao superar a pentacampeã Carissa Moore.

O Brasil possui outros brasileiros no hall de campeões da WSL como Adriano de Souza (Mineirinho), Ítalo Ferreira e Gabriel Medina. Desde 2014, o país esteve sete vezes no topo em nove disputas ao final da temporada. 

Filipe comemora ao lado da também campeã Caroline Marks
AFP