Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Arsenal vence Everton mas frustra sonho da torcida de conquistar a Premier League

Arsenal viu título ficar ainda mais distante quando saiu atrás no placar
Arsenal viu título ficar ainda mais distante quando saiu atrás no placarAFP
O Arsenal venceu o Everton por 2 a 1, neste domingo (19), no Emirates Stadium, em Londres, pela 38ª e última rodada da Premier League. Gueye abriu o placar para os visitantes com Tomiyasu empatando ainda no primeiro tempo. Havertz fez o gol da vitória vermelha perto dos acréscimos. Apesar da vitória, o resultado colocou um ponto final no sonho do Arsenal de voltar a ser campeão inglês depois de 20 anos. O título ficou mesmo com o Manchester City.

De positivo para o Arsenal, o fato de ter feito uma campanha histórica na atual edição da Premier League, batendo o recorde de vitórias em uma única temporada (28).

A segunda posição não era o que a torcida mais queria, mas não se pode tirar os méritos da campanha do vice-campeonato, conseguindo pressionar um dos melhores times do mundo até a última rodada e se garantir na Champions. 

Apenas dois pontos separaram os rivais ao final de 38 rodadas, com todo o esforço do time do técnico Mikel Arteta sendo reconhecido pela torcida, que aplaudiu os jogadores antes mesmo do apito final. 

O Everton cumpriu bem a missão de se livrar do rebaixamento, principalmente depois de ter perdido oito pontos por descumprimento de regras do fair play financeiro. O time de Liverpool encerrou a Premier League na 15ª posição com 40 pontos. 

Confira a classificação atualizada da Premier League

Números do jogo
Números do jogoOpta by Stats Perform

Gols do City desanimam

O Arsenal comandou as ações nos primeiros minutos, chegando a ter 70% de posse de bola. A intensidade do time londrino fez situações serem criadas e desperdiçadas.

A queda de ritmo, coincidentemente ou não, caiu a partir do momento em que o City começou a construir a vitória sobre o West Ham, que frustrava o sonho dos Gunners de ser campeão inglês.

Arsenal precisava vencer e torcer por tropeço do City
Arsenal precisava vencer e torcer por tropeço do CityAFP

O Everton, aos poucos, foi se ajeitando no confronto, vendo o ímpeto da torcida local também não ser o mesmo dos instantes iniciais. Aos 31 minutos, Calvert-Lewin acertou o pé da trave de Raya em rápido contra-ataque. 

Veja o detalhes de Arsenal x Everton 

A decepção vermelha ficou ainda maior aos 40 minutos quando Gueye abriu o placar em cobrança de falta, que teve desvio de Rice para matar Raya. 

Notas dos jogadores
Notas dos jogadoresFlashscore

Fio de esperança

A reação dos Gunners aconteceu em seguida, aos 43, para fazer os sorrisos voltarem a ser vistos no Emirates. Tomiyasu anotou praticamente no mesmo instante em que Kudus descontou para o West Ham, de bicicleta, aumentando as esperanças do Arsenal, que pareciam perdidas por alguns instantes. 

No segundo tempo, mais uma notícia desagradável vinda do Ettihad ecoou no Emirates. O terceiro do City deixou o título do Arsenal ainda mais distante.

Restou aos Gunners fazer bem sua parte para terminar o campeonato com dignidade, entregar a vitória (só foi confirmada no final) para sua torcida e seguir torcendo por um milagre no jogo do seu concorrente direto, o que não acabou não sendo possível. 

Vitória de virada foi insuficiente para Arsenal levantar taça da Premier League
Vitória de virada foi insuficiente para Arsenal levantar taça da Premier LeagueAFP