Quem é o único brazuca na temporada da NBA (e o que rolou com o resto)

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Quem é o único brazuca na temporada da NBA (e o que rolou com o resto)

Raulzinho, armador do Cleveland Cavaliers: único representante do Brasil na NBA
Raulzinho, armador do Cleveland Cavaliers: único representante do Brasil na NBAProfimedia
Com a saída do ala-pivô Bruno Caboclo dos Celtics e de Didi Louzada do Portland, o Brasil conta com apenas um atleta na temporada 2022/2023 da liga do melhor basquete do mundo.

Em seu sétimo ano na NBA, o armador Raulzinho estreou nesta quinta-feira (20) pelo Cleveland Cavaliers (na derrota para os Raptors).

Após duas dispensas no fim da pré-temporada, Raulzinho Neto é o único brasileiro jogando na liga atualmente.

Revelado pelo Minas, e com passagem pelo basquete espanhol, o armador da Seleção Brasileira foi contratado pelo Utah Jazz em 2015 e nunca mais saiu dos EUA. Depois de Utah, ele jogou no Philadelphia 76ers e no Washington Wizards, antes de partir para Cleveland.

O ponto alto na carreira de Raulzinho na NBA foi em 19 de fevereiro de 2016, quando ele marcou 15 pontos na vitória de 111-93 sobre o Boston Celtics.

Siga a NBA no Flashscore

Duas baixas

Estava tudo certo para Bruno Caboclo jogar pelo Celtics nessa temporada – o que seria sua terceira passagem pela NBA – mas o time de Boston dispensou o jogador após treinamentos na pré-temporada. Em seis anos na liga, Bruno defendeu o Toronto Raptors, Memphis Grizzlies, Sacramento Kings e Houston Rockets.

Bruno é agora free agent.

O ala-armador Didi Louzada também foi dispensado antes do início da atual temporada. Ele foi contratado pelo Portland Trail Blazers no começo do ano em uma troca de jogadores com o Pelicans, mas não durou. A carreira de Louzada na NBA foi breve. Após chegar ao New Orleans em 2021, ele foi pego no doping e suspenso por 25 jogos. Acabou indo jogar na G-League (Liga de Desenvolvimento da NBA), antes de voltar aos Pelicans e contundir o joelho.

Depois da dispensa do Portland, Didi voltou à G-League e está agora no Cleveland Charge.

Quase na NBA

Gui Santos foi draftado pelo Golden State Warriors em 2022 como a escolha número 55, e em outubro o jogador de 20 anos assinou contrato para jogar pelo Santa Cruz Warriors (equipe da G-League que pertence ao Golden State).

Com médias de 10,9 pontos e 3,3 rebotes em sete jogos na Summer League com o time de Steve Kerr, Gui é uma das promessas brasileiras no esporte e ainda tem vínculo com os atuais campeões da NBA.

Confira os times e a tabela da G-League