Thomas Bach, presidente do COI, lamenta morte de Beckenbauer: "Lenda do esporte"

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Thomas Bach, presidente do COI, lamenta morte de Beckenbauer: "Lenda do esporte"

Franz Beckenbauer em 2014 com Thomas Bach
Franz Beckenbauer em 2014 com Thomas BachProfimedia
O esporte olímpico também está de luto pela morte do "Imperador" do futebol. O presidente do COI, Thomas Bach, reagiu com "grande consternação" à morte de Franz Beckenbauer.

"Ele era uma lenda do esporte muito além do futebol. Para mim, pessoalmente, ele foi um amigo bom e leal por mais de quatro décadas, alguém em quem sempre se podia confiar", disse Bach nesta segunda-feira (8).

Bach, de 70 anos de idade, enfatizou a "acessibilidade e a modéstia de Beckenbauer em suas relações com todas as pessoas, bem como seu sincero e grande compromisso com a caridade".

"Graças a esses traços de caráter e a seus sucessos esportivos únicos como jogador, técnico da seleção e presidente do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2006 na Alemanha, ele prestou serviços extraordinários ao esporte na Alemanha como quase ninguém", disse Bach.

Ele sentirá "muita falta dos encontros e conversas" com Beckenbauer, que faleceu no domingo (7) aos 78 anos de idade. 

 O COI se lembrará dele com honra e gratidão. Meus pensamentos estão com sua querida esposa Heidi, que cuidou dele com tanto amor durante o período difícil de sua doença, seus filhos e sua família."