WSL: Toledo, Ítalo e Chianca vão às oitavas do Rio Pro; Medina vai à repescagem

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WSL: Toledo, Ítalo e Chianca vão às oitavas do Rio Pro; Medina vai à repescagem
Filipe Toledo, atual campeão mundial, venceu as três últimas etapas realizadas no Brasil
Filipe Toledo, atual campeão mundial, venceu as três últimas etapas realizadas no Brasil
Profimedia
A etapa do Brasil da World Surf League (WSL) começou nesta sexta-feira (23), em Saquarema-RJ, com boas ondas e brasileiros e brasileiras caindo na água. Apenas Silvana Lima foi eliminada até o momento, na repescagem feminina.

Oito surfistas brasileiros disputaram as oito baterias do primeiro round masculino em Saquarema. Com três competidores em cada uma delas, apenas o primeiro avançava direto para as oitavas de final. Os dois derrotados disputam a repescagem.

Metade dos brasileiros venceram suas baterias e já estão entre os 16 melhores no mar fluminense. São eles Yago Dora, Ítalo Ferreira, Filipe Toledo e João Chianca. Dora bateu o tricampeão mundial Gabriel Medina em bateria acirradíssima e empurrou o dono da lycra 10 para a repescagem. Ao lado dele estarão Jadson André, Samuel Pupo e Caio Ibelli.

Medina e Pupo se enfrentarão em uma das oito baterias de repescagem por uma vaga nas oitavas de final. A fase é eliminatória e o perdedor vai para casa.

Tati segue viva e Silvana é eliminada

A competição feminina possui a metade dos participantes em relação ao masculino: 12 em vez de 24. Portanto, o primeiro round é composto por quatro baterias de três surfistas. A primeira avança às quartas de final e as duas restantes disputam uma repescagem.

Tatiana Weston-Webb e Silvana Lima não avançaram diretamente no primeiro round e caíram para a repescagem. Silvana, veterana do circuito, enfrentou a duríssima Carissa Moore, pentacampeã mundial, e foi derrotada. Tati, por sua vez, ainda cairá na água para tentar chegar às quartas contra a norte-americana Caitlin Simmers.

A expectativa é que o campeonato siga neste sábado (24) pela boa previsão de ondas. A janela para a realização do Vivo Rio Pro vai até o dia 1° de julho.