Publicidade
Publicidade
Publicidade
Mais
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Celtics vencem Dallas no Jogo 5 e conquistam seu 18º título da NBA

Celtics vencem Dallas (106-88) no Jogo 5 e conquistam seu 18º título da NBA
Celtics vencem Dallas (106-88) no Jogo 5 e conquistam seu 18º título da NBAProfimedia
O Boston Celtics derrotou o Dallas Mavericks por 106 a 88 nesta segunda-feira (18) e encerrou as finais da NBA com um placar agregado de 4 a 1, encerrando um jejum de títulos que vinha desde 2008.

A franquia verde soma assim 18 anéis e rompe o empate que mantinha com o Los Angeles Lakers para ser mais uma vez a de maior sucesso na história da liga norte-americana de basquete.

Jayson Tatum, com 31 pontos e 11 assistências, foi o destaque de uma noite memorável no TD Garden em que Luka Doncic fechou as primeiras finais da sua extraordinária carreira com 28 pontos e 12 rebotes.

"Meu Deus, conseguimos! É uma sensação surreal. Conseguimos!", gritou na quadra o emocionado Jayson Tatum, líder dos Celtics e destaque da noite com 31 pontos e 11 assistências.

Do lado do Mavericks, grande surpresa destes playoffs, Luka Doncic fechou as primeiras finais de sua extraordinária carreira com 28 pontos e 12 rebotes.

A derrota que sofreram na sexta-feira em Dallas, onde foram atropelados por uma diferença de 38 pontos, não afetou o moral dos Celtics, determinados a aproveitar a segunda chance diante de seus 19 mil torcedores.

Tabu quebrado

O 18º título do Boston, em 23 finais disputadas, restaura o orgulho de uma franquia que, depois de dominar a NBA por décadas, só havia alcançado a glória uma vez desde o último título do lendário Larry Bird, em 1986.

Nesse período, os Lakers os alcançaram na liderança conquistando oito títulos, o último deles em 2020.

Sob um clima eletrizante no TD Garden, o Mavericks foi dominado desde o início pelo melhor time da temporada e se despediu do sonho de ser o primeiro time da história a superar uma desvantagem de 3 a 0 nos playoffs.

Luka Doncic não conseguiu dominar o jogo como em sua exibição na sexta-feira e Kyrie Irving ficou só com 15 pontos em outra noite frustrante em Boston, onde é recebido como inimigo número um desde sua polêmica saída do Celtics em 2019.

Com a vitória de seu ex-time garantida, Irving cumprimentou seus adversários na quadra quando o Dallas Mavericks retirou seus titulares faltando dois minutos para o fim.

O apagão dos astros do Dallas deixou o jogo nas mãos da orquestra dos Celtics, time formado por talentos All-Star como Jayson Tatum e Jaylen Brown (21 pontos) e alguns dos melhores coadjuvantes da liga, como os armadores Jrue Holiday (15), Derrick White (14) e o dominicano Al Horford (9), que se sagrou campeão pela primeira vez aos 38 anos.

Confira o resumo do Jogo 5

Kristaps Porzingis (5), após dois jogos afastado por lesão, também voltou a jogar sob comando de Joe Mazzulla que, aos 35 anos, se consolidou como um dos treinadores mais jovens a vencer o campeonato.

Depois de sete temporadas juntos, Tatum e Brown alcançaram o tão esperado primeiro anel como líderes dos Celtics, apagando a decepção da derrota sofrida há dois anos nas finais contra os Warriors.

Decepção do Dallas

O TD Garden de Boston se vestiu nesta segunda-feira para completar o triunfo que esperava desde 2008, quando uma equipe liderada por Kevin Garnett, Paul Pierce e Ray Allen derrotou os Lakers de Kobe Bryant e Pau Gasol.

Os Mavericks precisavam definir o ritmo cedo como haviam feito em sua única vitória na série, mas Doncic e Irving foram muito imprecisos, errando os primeiros cinco arremessos.

Do outro lado, Tatum e Brown também se mostraram nervosos, mas os Celtics aproveitaram uma baixa de guarda do Dallas para marcar nove pontos consecutivos em um minuto frenético, o que lhes deu uma vantagem de 28-18 no final do primeiro quarto.

Números do Jogo 5
Números do Jogo 5Flashscore

Depois de pontuar pela primeira vez, Tatum foi pegando ritmo e agredindo mais os donos da casa, que não conseguiram reagir diante da falta de acerto de Doncic e Irving.

Em um duro castigo para o Dallas, o Celtics voltou a marcar no final do quarto com uma cesta de três pontos do meio da quadra de Payton Pritchard quase no fim, sua segunda na série, que levou ao delírio os torcedores nas arquibancadas.

Boston aumentou assim sua vantagem para 67-46 e não relaxou ao retornar do vestiário contra o Mavericks, que também não sabia como se reerguer diante de sua ineficácia.

Doncic e Irving marcaram apenas um dos primeiros 13 arremessos de três pontos que tentaram, facilitando o trabalho da renomada defesa do Celtics.

Os Mavericks não conseguiram se aproximar e a maior incógnita do quarto período ássou a ser se Tatum alcançaria recordes suficientes para tirar o prêmio de MVP de Jaylen Brown, que até então era o grande favorito.